in

IR 2021: Como saber se caiu na malha fina e como sair dela

Cerca de 747 mil declarações estão retidas na malha fina por inconsistência de informações. Isso ocorre quando a receita cruza dados de diversas fontes (empresas, trabalhadores, médicos, outros prestadores de serviço) e encontra inconsistências. Se você tinha restituição a receber e até agora não caiu nada na conta, é um indício de que você provavelmente está no grupo pego na malha. As maiores razões são: Omissão de rendimentos; divergências, dedução de previdência, dependentes, pensão entre outros.

É possível que você, caro eleitor, esteja com a “pulga atrás da orelha” após ler essa matéria.  Mas, saiba que já é possível saber se o  contribuinte caiu na malha fina 2021 do Imposto de Renda. Para isso é preciso consultar o status da sua declaração e descobrir qual a pendência. Quer saber como? A gente explica para você ficar de bem com o fisco.

O primeiro passo é entrar no site de atendimento virtual da Receita Federal, chamado de e-CAC, fazer o login [O contribuinte deverá  clicar em: “Saiba como gerar o código de acesso” Conforme ilustrado na imagem 2, caso ainda não possua um código] e clicar na opção “Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)”.

Na aba “Processamento”, escolha a opção “Pendências de Malha”. Lá você poderá verificar se sua declaração está em malha e também verificar qual é o motivo pelo qual ela ficou retida.

A situação da sua declaração pode ser consultada em visita ao site de atendimento virtual da Receita, chamado de e-CAC. Para acessar o sistema, você vai precisar de um código de acesso. Você pode gerar o código de acesso fornecendo o CPF, data de nascimento e digitando um código gerado pelo computador. Em seguida, vai precisar fornecer o número/recibo das duas últimas declarações, neste caso, 2019 e 2020.

Se não tiver entregue uma das declarações, informe o número de uma delas e do título de eleitor. Ao gerar o código, você irá criar uma senha de acesso. Munido de código e senha, acesse o e-CAC.

Em seguida, clique no menu “Declarações e Demonstrativos”. Depois entre em “Meu Imposto de Renda” e por fim clique em “Pendências da Malha”. Nessa seção, você poderá descobrir se tem alguma pendência e, se tiver, qual é essa pendência.

Caso constatado alguma pendência, você receberá uma notificação informando que precisará prestar esclarecimentos, por mensagem de texto para o número de telefone ou mesmo pelo e-mail informado na identificação do contribuinte.

Quando você é notificado e é gerado um auto de infração pode haver incidência de multa, além do valor devido à Receita. Quanto mais você demora para regularizar a situação, pior, porque o valor da multa é corrigido pela Selic do período em que você ficou devendo. Por isso, o melhor é se antecipar a uma notificação e tentar resolver a situação com rapidez.

Como sair da malha fina?

Se houver, de fato, algum erro na sua declaração, você poderá enviar uma declaração retificadora (contanto que ainda não tenha sido notificado) ou enviar os documentos referentes ao erro por intermédio do DDA. Estes documentos serão verificados por um auditor.

No caso de haver alguma tributação a mais, o valor será descontado da sua restituição. Se não houver restituição prevista e você estiver devendo algum imposto ao governo, deverá gerar um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) e pagá-lo o quanto antes.

Mas se você tiver conferido tudo e não houver erro, você deverá proceder e enviar os documentos por DDA logo que constatar a pendência no Centro Virtual de Atendimento. A recomendação é sempre agir rapidamente para regularizar a situação.

CAC: https://cav.receita.fazenda.gov.br/autenticacao/login

Receita Federal: https://www.receita.fazenda.gov.br/aplicacoes/ssl/atbhe/codacesso.app/PFCodAcesso.aspx

Amazon Prime Day: Queima total de caixas de som e fones com até 40% de desconto

Dicas para saber quando e qual empréstimo escolher