in

Dicas para saber quando e qual empréstimo escolher

Seja um empréstimo, crédito automóvel ou cartão de crédito, é fundamental que saiba identificá-lo para poder ter uma melhor experiência. Aqui estão algumas dicas para escolher qual tipo de crédito irá lhe beneficiar mais.

Qualquer tipo de crédito que for concedido a você, poderá trazer benefícios, desde que você tenha capacidade financeira para pagá-lo, de preferência em tempo hábil e assim evitar juros que possam afetar sua economia pessoal. Além disso, se você conseguir manter um bom histórico de crédito, poderá obter algumas vantagens dos provedores dos empréstimos de crédito.

No mercado existem diferentes tipos de crédito, às vezes oferecidos por instituições bancárias e por agências governamentais. Alguns deles são divididos em hipotecas, automóveis, cartão de crédito, pessoais e folha de pagamento. A seguir será explicado em que consiste cada um, para poder escolher aquele que considera mais benéfico.

1. Crédito hipotecário

Este tipo de empréstimo pode ser um dos mais importantes, uma vez que se destina à aquisição de uma casa própria. Geralmente são valores altos e de longo prazo, podendo variar dependendo das negociações que você realizar, antes de assinar o contrato. Além disso, pode escolher a opção de pagamentos mensais fixos.

Ademais, no caso de ter sido concedido um empréstimo governamental, tem a possibilidade de se juntar um valor a mais a eles e assim chegar a um valor superior e comprar uma moradia com melhor localização e materiais de melhor qualidade.

Dependendo das políticas de crédito de cada instituição, há momentos em que poderia estar incluso em seus empréstimos, seguro de vida, desemprego ou sinistro, para este tipo de situação é importante que você reveja cuidadosamente o contrato antes de tomar uma decisão e analisar quem oferece uma taxa de juros mais baixa entre o banco e a instituição governamental.

2. Crédito automotivo

Se pretende adquirir um veículo, novo ou usado, através de algum crédito, é importante que investigue primeiro qual a agência que oferece a menor taxa de juro. Algumas distribuidoras concedem crédito através do banco ou também possuem instituições de crédito próprias, então deve analisar preços, garantias, qualidade, tipo de carro, tamanho, desempenho no gasto de energia e verificar alternativas híbridas nas quais você economiza dinheiro.

Isso tudo com intuito de que você possa tomar a decisão certa, porque há vendedores que podem lhe oferecer opções, com as quais para ganhar sua comissão, podem não ser as que mais lhe convêm, em termos de economia e vantagens para você financiar.

3. Cartão de crédito

Este tipo de crédito pode ser o mais comum, uma vez que algumas instituições bancárias podem oferecer uma taxa de juro de zero por cento, desde que cumpra os seus pagamentos antecipadamente e os utilize exclusivamente para o pagamento do consumo, em substituição do dinheiro, além de o valor a pagar ser o indicado no seu extrato de conta, em relação ao fato de não gerar juros.

Outra vantagem que poderia ter são os pagamentos mensais sem juros em diferentes lojas de departamento, pontos acumulativos para compras, entre outros.

Mas ao contrário, se você fosse escolher o famoso pagamento mínimo, sua dívida mês após mês poderia estar aumentando e é aí que esses créditos não são mais tão atrativos. Também não é aconselhável ter dinheiro no cofrinho, pois isso pode implicar em uma comissão sobre seus pagamentos mensais.

4. Crédito pessoal e folha de pagamento

Quando lhe oferecem empréstimos pessoais e consignados, às vezes pode achar que são atrativos, mas é relevante que antes de optar por aceitá-lo, você prepare seu orçamento pessoal, para saber quais são suas receitas e despesas, e como é necessário que tire esse crédito, pois em vez de beneficiá-lo, pode acontecer o contrário.

Isso pode desequilibrar suas finanças e você pode ter complicações para cumprir suas mensalidades. Lembre-se que se você optar pelo crédito consignado, seus descontos são feitos regularmente de forma automática ao seu salário. Por outro lado, se sua economia não apresenta problemas de curto e longo prazo, estude o tipo de crédito que oferecem para você saber se é conveniente para adquiri-lo.

IR 2021: Como saber se caiu na malha fina e como sair dela

6 coisas que você NUNCA deve fazer na hora do beijo